Animação x Live Action: o que é melhor para o seu vídeo corporativo?

Verão ou inverno? Gato ou cachorro? Android ou iOS? Chá ou café?

Mesmo que esses debates e comparações sejam importantes :P, hoje vamos debater outro assunto. O que você deve escolher para o seu vídeo corporativo? O live action ou a animação?

Há muitas opções nas quais você precisa pensar quando se trata de criar um conteúdo de vídeo para sua empresa, seja para uso de marketing externo ou em comunicações internas e além de tantas outras decisões a serem tomadas, você ainda precisa pensar se fará seu vídeo em animação em live action (atuação).

Mas não se preocupe, iremos dar uma visão abrangente dos pontos fortes e fracos de ambas as abordagens, como também, a melhor maneira de escolher entre os dois tendo em mente o seu público-alvo e seus objetivos.

 

Live Action: Prós e Contras

👍 1. É humano e pessoal

Se você quiser tornar sua empresa mais humana, não há nada melhor do que utilizar pessoas reais em seu vídeo. Todos somos instintivamente atraídos por rostos humanos, especialmente quando eles mostram uma emoção real, e isso é um efeito que você não consegue alcançar com uma animação.

Isto é importante se o seu negócio gira em torno de uma interação pessoal humana. Por exemplo, é improvável que uma rede de hotéis de alta classe se beneficie usando apenas animação em seu vídeo. Pelo contrário… Os vídeos são focados no atendimento ao cliente pessoal e a beleza e o conforto dos hotéis (ilustrados através de atuação de atores, equipe e apresentação de instalações) que ajudam na imagem da marca e a passar sua mensagem de uma maneira muito mais efetiva.

É por isso que captação de imagens ou depoimentos funcionam melhor como live action. Quando você pode ver o rosto de uma pessoa e ouvir sua história, sua mensagem imediatamente se torna mais genuína e convincente.

 

👍 2. Mostra como as coisas funcionam na prática

Imagine que você vende um produto tangível, como hambúrgueres ou bolsas. Se a sua maior vantagem estiver na qualidade do produto (em vez de, digamos, na facilidade ou eficiência do processo de compra), o mais desejável seria fazer um vídeo de alive action para mostrar como esses produtos se parecem e como são usados na prática.

Quanto mais tangível o produto, mais provável é que o live action funcione melhor para seus vídeos corporativos, do que uma animação.

A atuação também é inestimável quando você precisa mostrar ao seu público exatamente como funciona um processo de forma detalhada. Por exemplo, em um vídeo de treinamento que você precisa mostrar à sua equipe em com fazer a manobra de Heimlich, uma reconstituição com atuação pode ser mais fácil para eles entenderem e mais provável que seja lembrada.

 

👍 3. É mais rápido (geralmente), porém é mais limitado

O live action pode ser mais rápido do que a animação – mas nem sempre. Depois de decidir sobre a estratégia e construir um plano em torno do conteúdo do seu vídeo, um comercial pode ser organizado, filmado e editado em poucos dias (dependendo do comprimento e complexidade, é claro, um vídeo longo e ambicioso pode levar semanas ou até mesmo meses para ser produzido).

É verdade que o live action tem uma vantagem. Ao contrário da animação, o estilo visual e os recursos digitais em um vídeo com atuação não precisam ser construídos desde o início. Por outro lado, o live action não tem o mesmo potencial da animação. Na animação, seu resultado final é limitado apenas pela sua imaginação (e, claro, outros fatores, como orçamento e prazos). Mas a atuação é limitada pelos limites da realidade, o que significa que você não pode ter unicórnios sobre um arco-íris em seu vídeo. A menos que você realmente queira aumentar seu orçamento para isso.

 

😕 4. É mais difícil alterar a sua linha

A natureza do live action significa que, uma vez que a filmagem é feita, está praticamente concluída. A expectativa de re-contratação de atores, locações e equipamentos torna a refilmagem um negócio difícil, demorado e caro.

Então, se você possui um negócio bem estabelecido e confia em seus produtos, serviços e objetivos, um live action com atuação pode ser a escolha perfeita para o seu vídeo corporativo. Se você está administrando uma startup, onde tudo está em um constante estado de fluxo (e onde a flexibilidade em seu conteúdo de marketing é um bônus), talvez seja menos ideal.

 

Animação: Prós e Contras

👍 1. É simples e estilizado

Uma das forças da animação reside na sua capacidade de expressar ideias complicadas de forma rápida e fácil. Ou, em outras palavras, é ótimo para explicar as coisas.

Se você quiser seguir com uma ideia mais complicada ou um assunto complexo, a animação pode ser melhor do que o love action para apresentar sua mensagem em pontos mais importantes e relevantes. É por isso que muitas empresas on-line e tecnológicas hoje em dia (muitas vezes vendendo serviços complicados à base de nuvem) produzem animações para explicar o valor que oferecem aos seus clientes.

Além disso, toda a animação tem algum tipo de estilo, não importa se é 2D, 3D, desenhado à mão ou hiper realista. Como tal, a animação fornece uma tela sobre qual uma empresa pode expressar sua visão e marca. Se você possui ou trabalha em uma instituição de caridade infantil, você pode usar uma animação com um estilo mais cartoon, que passa um formato amigável e alegre. Se você possui um sistema bancário on-line, por exemplo, você pode abraçar um visual mais clean, profissional e tradicional.

 

👍 2. Pode expressar ideias mais abstratas

Lembra que falamos como o live action é efetivo na propaganda de produtos tangíveis? Bem, a animação é mais adequada para anunciar produtos e serviços mais intangíveis.

Ao contrário de produtos tangíveis (como por exemplo, sapatos ou pão), com serviços intangíveis, as pessoas estão menos preocupadas com a aparência ou o gosto de um produto. Os clientes querem saber como o processo funciona passo a passo e como você realmente pode os ajudar, especialmente se você estiver oferecendo um serviço online complicado. Isso pode ser exibido visualmente através da animação de maneiras que seriam impossíveis em um vídeo live action com atuação.

O mesmo se aplica a outras informações abstratas, como números ou estatísticas. Digamos que você precisa entregar uma atualização comercial para sua equipe interna, mas você está incerto quanto ao meio mais efetivo. Uma animação permitirá que você transmita esses dados de forma rápida, clara e descomplicada, com ícones e gráficos de suporte.

 

😕 3. É mais lento (às vezes), porém mais libertador

O tempo de produção associado à animação tende a ser maior do que para um vídeo de live action, mas esta não é uma regra dura. Claro, ambas as abordagens precisam ter tempo para a criação de sua estratégia de vídeo. Mas, após esse estágio, a animação geralmente leva mais tempo do que um vídeo de live action que tenha o mesmo tempo de duração e ambição.

Esse tempo necessário é devido à forma como a animação é criada. Como um vídeo animado é montado em uma tela de computador, em vez de filmado no mundo real, ele deve ser construído a partir do zero. Os fundos precisam ser criados, os personagens desenhados e todo o estilo visual decidido.

Mas isso também dá à animação uma força única: pode parecer e soar da maneira que você quiser. Enquanto o live action é restringido pelo que é fisicamente possível, não existe uma palavra como “impossível” na animação. Pode demorar muito tempo e custar muito dinheiro, mas, tecnicamente, qualquer coisa que você possa pensar pode ser criada. O seu vídeo corporativo precisa conter porcos voadores? Então escolha a animação.

 

👍 4. É mais fácil de alterar a sua linha

Embora a animação possa ser intrincada e demorada, também permite que você faça alterações no seu vídeo a qualquer momento, o que é praticamente impossível com o live action (sem gastar mais tempo, dinheiro e energia).

Você ainda possui algumas mudanças que deseja fazer na sua animação, mesmo no final do processo de produção? Ou você quer retornar a ele dentro de 6 meses e alterar algumas das informações? Nada disto é um problema para a animação, enquanto a resolução de um vídeo com atuação seria uma dor de cabeça longa e cara.

 

Em conclusão: Escolha o que é certo para você

No final do dia, sua escolha entre um vídeo de animação e live action dependerá de alguns fatores:

→ Sua cultura, identidade e imagem empresarial;

→ A mensagem que você precisa expressar e sua complexidade;

→ Seu público em conjunto com suas preferências;

→ Os objetivos do seu conteúdo de vídeo.

Quando se trata de velocidade e custo, nenhuma abordagem é inerentemente melhor que a outra. Então, pese exatamente o que deseja alcançar e tenha certeza de que sua escolha se baseie em evidências. (Mas se você ainda está confuso, é melhor pedir o conselho de uma produtora de conteúdo como a gente!). 😉

E não se esqueça de que sempre é possível incorporar ambos – um vídeo atuado, incluindo gráficos animados ou imagens, pode oferecer o melhor dos dois mundos.

2017-10-05T13:04:58+00:00

Leave A Comment